Conheça o Lambari da Furna, espécie única no mundo que habita o Parque Vila Velha

Diversidade
Conheça o Lambari da Furna, espécie única no mundo que habita o Parque Vila Velha
Foto: Roberto Artoni

Psalidodon afffasciatus. É complicado de ler e escrever, mas este é o nome científico dado para o Lambari da Furna, uma espécie de peixe única no mundo que habita as Furnas do Parque Vila Velha, em Ponta Grossa/PR.  

Roberto Artoni, professor associado da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e principal pesquisador desta espécie, conta que visitou o parque em 1998 a convite do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e, ao descer na Furna 1 com o então elevador, viu milhares de lambaris que provocaram seu ímpeto de pesquisador. Desde então, começaram os estudos sobre a espécie. 

“Apesar de possuir o rabo vermelho e uma genética igual a uma espécie identificada no Rio Tibagi, o Lambari da Furna está isolado e conquistou características que o tornam uma espécie única no mundo. Ela apresenta medidas corporais diferenciadas, uma coloração única e outras variações incríveis”, afirma Artoni. 

Uma dessas variações adquiridas foi a ingenuidade. Diferentemente dos peixes de sua família, denominada de Characidae, eles não apresentam qualquer defesa contra predadores, o que comprova a não presença de peixes maiores nas Furnas. Com isso, somado a uma dieta generalista e abundante, composta por pequenos insetos, crustáceos, algas e afins, eles se proliferam de forma vasta e confortável.   

Outra mudança adquirida pelo Lambari da Furna foi na velocidade de seu espermatozoide. Isso mesmo. Peixes de água corrente precisam de espermatozoides velozes para fecundar. Apesar de ter esta origem, os Lambaris da Furna possuem o espermatozoide lento, como se fossem originários dos lagos. Além disso, também apresentam um ciclo reprodutivo diferente de uma espécie ascendente. 

“Eles são um modelo único no mundo não só de peixe, mas também de genética e evolução. Não conhecemos outra espécie, seja de água doce ou salgada, que esteja tão isolada quanto esses lambaris. É um patrimônio natural sem igual e sem mensuração de valor”, afirma Artoni. 

O Parque Vila Velha é uma experiência única não só de visitação, mas também de estudo e evolução genética. Um parque natural que pode ser visitado de quarta a segunda-feira, das 9 às 17 horas. Para adquirir seu ingresso e ver tudo isso de perto, acesse o e-commerce do local. 

Acesse as redes sociais do parque, Facebook, Instagram e Pinterest.

Veja também

06/10/2020

HOG The One Curitiba: Parque Vila Velha foi o destino do grupo no retorno dos seus passeios

No último sábado (3), 43 motos do grupo HOG The One Curitiba, composto por proprietários de motos (...)

04/11/2020

O Arvorismo no novo Parque Vila Velha proporciona aventura aos visitantes!

Uma imersão na natureza repleta de desafios. O Arvorismo no Parque Vila Velha proporciona (...)

01/10/2021

Concurso vai escolher o design dos rótulos das cervejas especiais do Buraco do Padre

O Parque de Natureza Buraco do Padre, localizado em Ponta Grossa/PR, está promovendo um (...)